Poxoréu/MT, 28 de Novembro de 2021

Facebook

NOTÍCIAS quinta-feira, 25 de Novembro de 2021, 11h:39 | - A | + A

Michael expõe bastidores e fala sobre sua evolução no Flamengo e dispara: “Ele não era um cara que falava muito comigo”.

Por: Site Msn

© Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Michael expõe bastidores e fala sobre sua evolução no Flamengo e dispara: “Ele não era um cara que falava muito comigo”.

Na vice-liderança do Campeonato Brasileiro com 67 pontos e após o empate contra o Grêmio por 2 a 2, o Flamengo está a cinco jogos de invencibilidade na competição com quatro vitórias e um empate. Atualmente a equipe Rubro-Negra mantém o foco na final da Copa Conmebol Libertadores contra o Palmeiras no próximo sábado (27), às 17h, no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.Michael chegou no Góias em 2017, mas 2019 ganhou notoriedade e se tornou um jogador decisivo atuando em 35 jogos, fazendo nove gol e cinco assistências, além de ser líder em dribles certos com 74. O atacante ganhou o prêmio de jogador revelação da competição e o Prêmio Bola de Prata da ESPN. Chegou na equipe Rubro-Negra em 2019 e pagou 7,5 milhões de euros, cerca de R$ 34,5 milhões de reais.O atacante teve dificuldade para apresentar seu futebol assim que chegou no Mais Querido, para ganhar sequência e ter melhor preparo físico o jogador abriu mão de suas férias. Hoje com confiança, o jogador de 25 anos, vem sendo um dos destaques do Flamengo e vem ganhando sequência na equipe comandada por Renato Gaúcho.De acordo com informações do site GaveaNews Michael falou sobre o tratamento que recebeu dos técnicos que ajudaram na sua evolução: “Com o Domènec eu não tive muito diálogo. Ele não era um cara que falava muito comigo. Não é que ele não falasse sabe, mas não tinha muito o que conversar, era mais ele na dele e eu na minha. Mas com o Rogério eu conversava, as vezes ele me pedia algo dentro de campo e eu fazia”.“Com o Mister e com o Renato foi mais diferente porque eles perguntavam mais as coisas para mim, me cobravam mais, me davam conselhos, brincavam, era resenha também. Então assim, só tenho a agradecer por todos os treinadores que trabalhei, não quero criticar ninguém”, finalizou. Nesta temporada Michael disputou 59 jogos com a camisa do Flamengo, marcando 18 gols e 10 assistências.

IMPRIMIR

COMENTÁRIOS